segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Número de mortos em confrontos com policiais é o maior em dez anos no Estado de São Paullo


 Polícia cerca local onde ocorreu ataque em série na região de Osasco, na Grande SP. Há suspeitas de que os ataques tenham sido praticados por policiais militares em represália à morte de um colega
O número de pessoas mortas por policiais de São Paulo em serviço no primeiro semestre de 2015 cresceu 10% em relação ao mesmo período do ano passado e é o recorde dos últimos dez anos no Estado. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Ao todo, 358 mortes foram praticadas por policiais no Estado em serviço durante os seis primeiros meses do ano. Em 2014, o número chegou a 326 e, em 2013, a 157.

A quantidade de policiais mortos, entretanto, não segue a mesma tendência: entre 2007 e 2011, variavam entre 14 e 15 no semestre; nos anos seguintes, 9 e, em 2015, 11.

Segundo especialistas entrevistados pela publicação, os dados indicam que a cultura de confronto está arraigada na polícia. Esta ação fomentaria a formação de grupos de extermínio.

Chacina em Osasco

Na última quinta-feira (13), 18 pessoas morreram em uma série de ataques nas cidades de Osasco e Barueri, na Grande São Paulo.

Há suspeitas de que a chacina tenha sido praticada por policiais militares em represália à morte de um agente.

Leia mais em: http://zip.net/bqrRpH

Nenhum comentário:

Postar um comentário