quinta-feira, 23 de março de 2017

MAPA: expectativa por 300 vagas de fiscal agropecuário !

Mapa
A deflagração da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investiga a comercialização de produtos impróprios para o consumo humano, coloca em evidência a necessidade de um quadro eficiente de fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O órgão atualmente passa por um processo de remoção de servidores, considerado essencial para que possa pontuar suas necessidades funcionais. A expectativa é de que, encerrado este processo, um novo pedido de concurso público seja encaminhado para o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). A confirmação do pedido de novo concurso após o processo de remoção vem sendo apontado como imprescindível pelo presidente do Sindicato Nacional dos Fiscais Agropecuários (Anffa), Maurício Porto.
A expectativa é de que a nova solicitação seja para o preenchimento de 300 vagas para o cargo, que pede formação de nível superior para concorrer, com remuneração inicial de R$ 14.584.
Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical), o MAPA já sinalizou a possibilidade de abertura do concurso. Apesar disso, a categoria considera o número bem inferior ao necessário diante do crescimento do agronegócio brasileiro.

Os dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP), entre 2002 e 2016, mostram que o PIB do agronegócio nacional cresceu cerca de 242%. O problema é que o quadro de auditores se manteve estagnado.

O presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto ressaltou o seguinte: "Hoje, o quadro de Auditores Fiscais Federais Agropecuários é de 2,7 mil profissionais na ativa, mas, em 2008, o Ministério da Agricultura chegou a ter 3,4 mil profissionais atuantes. Precisamos de, pelo menos, mais 1,3 mil Auditores para repor as vagas existentes, diante do cenário atual do agronegócio brasileiro”. A situação ainda é mais agravante porque quase 60% dos auditores estão em fase de aposentadoria. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário