sábado, 13 de maio de 2017

TJ/AL: novo concurso terá 120 oportunidades !!!

TJ
Tribunal de Justiça do Alagoas (TJ/AL), concluiu, no último dia 9 de maio, o termo de referência para a realização de seu novo concurso público, que contará com oportunidades para diversas áreas. O termo foi apresentado pelo diretor de gestão de pessoas do órgão, Klístenes Silva Lessa Santos, para os membros da comissão organizadora, constituída pelo presidente do órgão, desembargador Otávio Leão Praxedes, em 16 de fevereiro.

De acordo com o diretor de gestão, o concurso deverá contar com uma oferta de 120 vagas, para os cargos de técnico judiciário, oficial de justiça e analistas judiciários nas áreas de direito e estatística. "O termo de referência traz a sugestão para 120 vagas, mas vamos conversar com o financeiro para ver se o orçamento comporta uma quantidade maior", disse. 

Também antecipou que o conteúdo programático somente será definido após a escolha da banca organizadora, o que somente ocorrerá após a aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR), que tramita na Assembleia Legislativa. "O termo de referência foi feito com base no novo plano de carreiras. Só depois de aprovado vamos abrir para a escolha da organizadora", disse. 

De qualquer forma, adianta que, embora o conteúdo seja diferente de acordo com o cargo, haverá questões de língua portuguesa, raciocínio lógico, atualidades, noções de direito, legislação do estado e Código de Organização Judiciária.

A comissão do concurso é presidida pelo desembargador Alcides Gusmão da Silva e contará com a participação dos seguintes integrantes: juiz Hélio Pinheiro; diretor-geral do TJ/AL, Alexandre Sodré Arruda; diretor-adjunto de Gestão de Pessoas do tribunal, Klístenes Silva Lessa; o servidor Alexandre de Caiado Castro Moraes, que será o secretário; e a presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Alagoas (Serjal), Raquel Faião Rodrigues.

De acordo com o presidente da comissão, os esforços serão para publicar o edital ainda este ano, mas isto depende da aprovação do projeto de reestruturação na assembleia.

Para concorrer ao cargo de técnico é necessário possuir nível médio completo, enquanto o posto de analista aceita profissionais graduados em diversas áreas de atuação.

Os iniciais oferecidos pelo tribunal correspondem R$ 3.956,13 para técnico e a R$ 6.047,89 para analista, sendo que esses valores não incluem as gratificações e os benefícios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário