sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Alimentação pode interferir no rendimento dos estudos ?

Especial
Durante a preparação para uma prova, seja de vestibular ou concurso público, o candidato dedica longas horas do seu dia aos estudos e, muitas vezes, fica sem se alimentar por grandes períodos, ou acaba optando por alimentos que não são tão saudáveis. O que muitas pessoas não sabem é que esses hábitos alimentares errôneos interferem negativamente no rendimento dos estudos

Segundo a nutricionista (CRN 42613) e coach, Jorgelyce Joswiack, a falta de nutrientes por um período maior do que quatro horas dá início a um processo de letargia por falta de energia, provocando mal-estar, como dor de cabeça, sonolência e falta de concentração. Ao contrário disso, quando se consome alimentos ricos em farinhas, açúcares, sódio e com tantos aditivos químicos e pobres em nutrientes, a pessoa leva o metabolismo ao estresse, ansiedade e desequilíbrio do sono, gerando insônia ou sonolência em excesso, além de desconforto gástrico e intestinal.

Para evitar ou mudar esse quadro e ter sucesso no seu objetivo, a coach nutricional recomenda incluir no planejamento diário uma rotina alimentar, para que as horas dedicadas aos estudos sejam de fato produtivas. “Vai sair direto do trabalho para o curso, o ideal é levar uma lancheira ou bolsa com alimentos de boa qualidade, como frutas, castanhas e sanduíches, para evitar que fique com fome ou acabe comprando preparações com farinhas refinadas ou extremamente calóricas, que podem provocar sonolência, ganho de peso e prejudicar mais ainda a saúde.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário