quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Ministério do Trabalho aguarda aval para 2.595 vagas !

Ministério do Trabalho
Segue em trâmite no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o pedido de concurso do Ministério do Trabalho. A solicitação é para 2.595 vagas distribuídas em diversos cargos com exigência de níveis médio e superior.

Do total de oportunidades, 1.163 é para a função de agente administrativo, que pede apenas ensino médio e apresenta inicial de R$ 3.881,97, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

As outras 1.432 chances são para candidatos com formação superior, sendo 1.190 para a função de auditor-fiscal do trabalho, 85 para administrador, 34 para arquivista, 54 para contador, cinco para engenheiro, cinco para estatístico, três para sociólogo, 26 para psicólogo, dez para técnico em assuntos educacionais, dez para técnico em comunicação social e 12 para economista. Os salários oferecidos chegam a  R$ 16.201,64, contando com o benefício de alimentação.


Principais atribuições do agente e do auditor


Cabe ao agente administrativo exercer atividades que envolvam o suporte administrativo ás unidades organizacionais do órgão, com atuação nas áreas finalísticas, de gestão de pessoas, material, patrimônio, orçamento e finanças, compreendendo tarefas de natureza repetitivas ou não, como operar os sistemas corporativos e governamentais, atender ao público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencial, elaborar documentos e correspondências, elaborar e analisar informações, certidões, declarações, relatórios e documentos, elaborar e conferir cálculo, realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos e documentos, manter e controlar arquivos, orientar a aplicação de noras internas ou de sua área de atuação, participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho, participar do plano de trabalho institucional de sua unidade, realizar levantamento de dados de natureza técnica e atuar na gestão e fiscalização de contratos e convênios. 
 
No caso de auditor fiscal, entre as atividades estão o cumprimento das disposições legais e regulamentares, inclusive as relacionadas à segurança e medicina do trabalho, no âmbito das relações de trabalho e emprego, verificação dos registros em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), visando à redução dos índices de informalidade, verificação do recolhimento do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS), com o objetivo de maximizar os índices de arrecadação, e cumprimento de acordos, convênios e contratos coletivos de trabalho celebrados entre empregadores e empregados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário